Virgem da Lapa em Notícia – Parte 1 “A Crise”

Capa

Prefeito Municipal Harley Lopes

[powerpress url=”http://portalvdl.com.br/Audios/harleyparte1.mp3″]Não funciona? Clique Aqui!

Este mês, a Prefeitura Municipal de Virgem da Lapa, na pessoa do Prefeito Harley Lopes, concedeu ao Portal VDL uma entrevista onde foram discutidos a atual situação da administração pública do município. Em um bate papo descontraído foram faladas questões importantes para o bem estar do cidadão virgolapense. Devido à extensão de nossa conversa, a Equipe do Portal VDL achou por bem dividir esta matéria buscando a fidelidade da entrevista.

O então Prefeito Harley Lopes, eleito democraticamente para administrar o município no período de 2013 a 2016, iniciou nossa entrevista falando da crise que assola o país. Para Harley, o maior peso da atual crise que vive o Brasil é descarregado nas costas do cidadão. Isso indica que são os municípios que sofrem mais, ou seja, a “crise” chega primeiramente nas prefeituras de menor porte. Enquanto a receita diminui, é preciso continuar fazendo o que foi feito e fazer mais com menos.

É sabido que municípios de pequeno porte ainda sobrevivem com receitas que vêm da Un01ião e do Estado. Com os “arrochos” realizados pelas instâncias de poderes superiores, a prefeitura sofre muito para dar continuidade no trabalho. Segundo o Prefeito, o valor do FPM – Fundo de Participação Municipal – recurso passado pela união para prefeituras, “atualmente é o mesmo valor que Virgem da Lapa recebia em 2011.” Os ajustes anuais de salário não correspondem ao repasse, ou seja, aumenta-se o salário, mas não aumenta o recurso.

A crise que mais afeta o cidadão diretamente, é a questão da federalização dos recursos. “Os recursos vão pro governo do estado e federal, e os problemas vêm aos municípios. Problemas estes que são resolvidos por uma simples lei, por uma simples decisão de uma medida provisória, ou de um projeto de lei na câmara dos deputados, ou de ação de algum movimento”.

Durante dois anos, segundo o prefeito Harley, desde 2013 o município não recebia o ‘Piso Mineiro’ de assistência social, somente corrigido atualmente com o deputado estadual André Quintão, atual Presidente da SEDESE-MG. “Com tais repasses conseguimos adquirir um veículo para assistência social, para conseguirmos mais dignidade no ponto de vista da assistência social(…) Por muitas vezes, nós não deixamos de trabalhar. Foi com a crise na assistência social que conseguimos terminar as COHAB’s, conseguimos atingir mais gente com o Bolsa-Família, os BPC’s.”

 

2Na educação passamos por uma crise de identidade, pois somos o país da educação, assim assumido pela Presidente da República, sendo o foco e vontade, mas por muitas vezes não estamos dando conta de fazer a educação em sua plenitude. É interessante separarmos certas coisas para que todos possam entender. A educação que é de obrigação da Prefeitura de Virgem da Lapa, é de 0 aos 6 anos.

Uma das dificuldades que passamos é que o governo anterior do estado repassou a ultima parcela do transporte escolar em julho de 2014 que é de obrigação do estado. Varias cidades ficaram meses sem transporte escolar. Alguns prefeitos encostaram os ônibus do transporte de alunos. Com toda dificuldade, estamos conseguindo fazer o transporte. Não queremos crianças fora da escola. Não queremos adolescentes longe da educação.

 

A crise também chegou na Saúde. A casa de saúde que recebia 20, 22 pessoas, está recebendo 60. Um recado para as pessoas que dizem não estar conseguindo carro na saúde, que são inverdades. “Toda semana enviamos um ônibus com 32 lugares. São 5 carros pequenos levando pacientes toda semana para diversos lugares que precisamos. Praticamente dobramos o número de exames e consultas especializadas. O que não estamos fazendo é dando conta de pagar tudo isso.” O governo do estado juntamente com a Prefeitura de Belo Horizont3e, em pronunciamento este mês, disse que não vão mais receber cirurgias eletivas. Não querem mais receber o interior. No entanto, além destes diversos problemas, também temos conquistas. O Governo Federal e o Governo do Estado alegam que pequenos Hospitais como o nosso Hospital São Domingos, devem ser fechados. Nós não fecharemos o hospital pois é o nosso carro chefe na saúde em Virgem da Lapa. Mesmo com custo de quase 220 mil reais, sem praticamente auxílio nenhum dos Governos Federal e Estadual.

Por fim, temos as crises das instituições parceiras que chega com força. Atualmente estas instituições pedem socorro à prefeitura que também passa por crise. “A crise é séria. Estamos sentindo ela inclusive no comercio local que está tendo até que desempregar, onde precisam se adequar para poder continuar trabalhando, e sobreviver por esta tempestade.

“A gente acredita que crise tem prazo. Ela não é uma coisa contínua. Chama-se crise, pois tem prazo. Não acredito que este país ficará assim por muito tempo. A exemplo de outros países como Grécia, Russia, EUA, o Brasil não é diferente. O Brasil, com toda sua potência, conseguirá superar a crise.”

 

Na próxima matéria falaremos sobre as conquistas da atual administração de Virgem da Lapa.

 


Portal VDL

Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Portal VDL - Politica de Privacidade - MSS Empreendimentos - Virgem da Lapa