Quinta, 16 de Setembro de 2021 19:05
31°

Poucas nuvens

Virgem da Lapa - MG

Geral Minas Gerais

Segurança Pública recebe reforço de 934 policiais militares no interior de Minas

Militares concluíram curso de formação de soldados para fortalecer o policiamento no estado

30/07/2021 16h30
Por: Redação Fonte: Secom Minas Gerais
Divulgação / PMMG
Divulgação / PMMG

Nesta sexta-feira (30/7), 934 novos policiais militares passam a fazer parte do Governo do Estado. Após concluírem o Curso de Formação de Soldados (CFSd) 2021, os novos agentes da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG)serão distribuídos para o interior do Estado, da 4ª RPM à 19ª RPM, reforçando o combate à criminalidade violenta e, consequentemente, aumentando a sensação de segurança da população.

Os novos soldados começaram o curso em 3/11/2020 e concluíram a formação em 30/6/2021. As aulas teóricas e práticas incluíram treinamentos importantes como Prevenção a Violência Doméstica, Curso de Base Comunitária, de operadores de menor potencial ofensivo e Conduta de Patrulha.

“A chegada de novos militares é um grande esforço do Governo de Minas que, mesmo no contexto da pandemia, segue firme no propósito de levar, a cada dia, mais segurança ao povo mineiro. Aos novos soldados, desejo uma carreira de muito sucesso”, disse o governador Romeu Zema.

As formaturas serão nesta sexta-feira (30/7), ao longo do dia, seguindo os protocolos de segurança e prevenção da covid-19. O vice-governador do Estado, Paulo Brant, será paraninfo e estará presente na 12ª RPM, em Patos de Minas.

Reforço

O comandante-geral da instituição, coronel Rodrigo Sousa Rodrigues, agradeceu ao governador pelo apoio à formação dos novos militares e pela confiança na corporação.

“Nosso sentimento é de gratidão. Nesse período de pandemia, conseguir formar mais militares, significa levar mais segurança para a sociedade mineira. Desejo sucesso e muito empenho e dedicação por parte dos novos soldados que vão fortalecer o policiamento no interior do estado em serviços como a Patrulha Rural e reforçar as nossas divisas”, afirmou.