Banner topo
Portal VDL Sempre com você
ABUSO DE AUTORIDADE

Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural

Espaço púbico de antiga escola municipal teria sido cercado e trancado por invasor

18/09/2020 21h12Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Fonte: Moradores da região
2.552
Local conhecido como antigo grupo comunitário
Local conhecido como antigo grupo comunitário

No dia 18 de setembro de 2020, moradores da comunidade do Paiol entraram em contato com o site, relatando um abuso de autoridade ocorrido na região. Na ocasião, fomos informados que o Chefe da Procuradoria-Geral do Município de Virgem da Lapa, teria cometido o abuso ao fechar e trancar com cadeado o espaço do antigo prédio da Escola Municipal Cel. Basílio Araújo, construído em 1968, para que o povo da comunidade Paiol não tivesse acesso. Segundo informações, a intenção era derrubar o patrimônio histórico para construir uma casa e uma pequena chácara para seu próprio lazer, se apossando do local, e que inclusive, já havia iniciado o processo de retirada de todas as telhas.

Na ocasião, após os moradores se manifestarem, o responsável manteve o espaço trancado, não apareceu para se justificar e nem retornou para refazer o telhado que derrubou. Em todo o momento, lembravam que o período de chuva se aproxima e, caso o prédio permaneça como se encontra até o momento, este corre sério risco de desmoronar.

Segundo eles, nenhum morador da Comunidade Paiol foi consultado, sendo, para eles, uma infeliz surpresa encontrar o prédio da escola no estado atual.

Como dito por eles, a identidade de um povo corresponde ao seu processo de construção cultural. Analisar o passado, através da memória, possibilita reconhecer, questionar e compreender a história de cada lugar. Hoje, homens e mulheres realizados, que passaram por ali, veem a sua memória ameaçada. Virgem da Lapa, é um município rico em sua cultura e história, infelizmente, seu patrimônio material sofreu e sofre imenso descaso. Tal fato, é percebido com a situação em questão, na qual há um contínuo desinteresse e desrespeito pela manutenção da memória do nosso povo.

Cabe ainda relatar, que, conforme informação de um dos moradores, o Prefeito Municipal convocou uma reunião com os moradores para o dia 14 de setembro de 2020, às 17 horas, com o objetivo de discutir sobre o ocorrido com o prédio da Escola, porém este não compareceu à reunião. Logo depois, visitou a residência de outro morador da referida comunidade, onde afirmou que realmente foi o procurador-geral do município, o responsável pela invasão. Durante a conversa, o mesmo teria feito a proposta de derrubar o antigo prédio e construir um quartinho, anexo a um pequeno galpão no lugar do patrimônio público, construído a mais de meio século pelo saudoso Dr. Ciro Gomes, afirmando ainda que não havia necessidade de uma construção no mesmo tamanho do prédio existente.

O morador afirma que anteriormente, a comunidade já havia colocado areia no local para realizar um mutirão comunitário, com a intuição de reformar o prédio antes do ocorrido, e que jamais aceitariam a proposta do prefeito, pois a comunidade não quer uma construção nova, o povo quer preservar a sua memória. 

Devemos nos calar diante deste imenso desrespeito?

Um Procurador-Geral do município deveria, entre as suas atribuições de defender, proteger e preservar a memória de um povo, apropriar-se de um patrimônio público?

Quantos, hoje, são professores e um dia foram alunos e frequentaram aquela escola?

Quantas missas foram celebradas, quantas pessoas foram batizadas e receberam a sua primeira eucaristia naquele prédio, o qual era o único espaço de encontros naquela época?

Quantas pessoas que já se foram e deixaram ali marcas de sua história?

Quantos mestres, quiçá doutores, tiveram a sua história iniciada naquele prédio? 

Os moradores estão disponíveis para quaisquer esclarecimentos sobre o caso!

 

Fotos do local enviadas por moradores:

  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural
  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural
  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural
  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural
  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural
  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural
  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural
  • Em Virgem da Lapa, moradores relatam abuso de autoridade em memória cultural