Banner topo
Portal VDL Sempre com você
IBGE

Guedes indica economista do Banco Mundial para presidência do IBGE

Especialista em reforma do Estado e na modernização do setor público.

08/02/2019 19h11
Por: Carlos Eduardo
Fonte: R7
52
Nome de Susana foi indicado por Paulo Guedes Fabio Rodrigues-Pozzebom/Arquivo/Agência Brasil
Nome de Susana foi indicado por Paulo Guedes Fabio Rodrigues-Pozzebom/Arquivo/Agência Brasil

A economista do Banco Mundial Susana Cordeiro será a nova presidente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Especialista em reforma do Estado e na modernização da gestão do setor público, ela teve o nome indicado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para comandar o órgão, que coleta dados e divulga as principais estatísticas do país, como índices de inflação e de atividade econômica.

Com mestrado na Universidade de Harvard e PhD em ciência política pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Susana Cordeiro trabalhou com governos na Ásia, na África e na América Latina.

Susana tem uma série de publicações sobre modernização do Estado, descentralização fiscal e administrativa, educação e fortalecimento da capacidade organizacional do setor público.

No Brasil, a economista atuou como pesquisadora visitante em órgãos públicos e instituições de ensino, como Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), FGV (Fundação Getulio Vargas) e na PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio).

Entre os indicadores divulgados pelo IBGE, estão a inflação oficial pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo); a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, que inclui a taxa de desemprego, e as Contas Nacionais Trimestrais, que revelam a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma de tudo o que o país produz).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários