Quarta, 29 de Junho de 2022

Tempo aberto

Virgem da Lapa - MG

Geral Minas Gerais

Governo distribui 400 kits de cobertores e agasalhos para população de rua da Grande BH

Defesa Civil e Sedese orientam ações para abordagem social e acolhimento no interior devido ao frio intenso; Servas antecipa campanha

19/05/2022 às 10h10
Por: Redação Fonte: Secom Minas Gerais
Compartilhe:
Defesa Civil / Divulgação
Defesa Civil / Divulgação

As quedas bruscas na temperatura em Minas Gerais, principalmente nesta quarta e quinta-feira (18 e 19/5), levaram o Governo do Estado a intensificar as ações para minimizar o impacto para a população que se encontra em vulnerabilidade social.

Na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a Defesa Civil estadual já iniciou a distribuição de 400 kits para pessoas em situação de rua e em albergues. O Serviço Social Autônomo (Servas) também distribuiu mais de 500 cobertores nesta semana. E, no próximo domingo (22/5), será lançada oficialmente a Campanha #CalorHumano, que busca socorrer as pessoas que têm sido castigadas pelo frio intenso dos últimos dias.

Apoio imediato

Segundo informações da Defesa Civil, os kits distribuídos contêm também cobertores, toucas, agasalhos e objetos para higiene pessoal, como escova de dente, creme dental e papel higiênico. As primeiras remessas foram enviadas na noite de quarta-feira (18/5) para os municípios de Ribeirão das Neves, Santa Luzia e Rio Acima. A distribuição segue, a partir desta quinta-feira (19/5), para outras cidades da Grande BH.

Para minimizar o sofrimento principalmente da população em situação de rua, o Servas antecipou também para o início desta semana o recolhimento de doações para serem disponibilizadas à população vulnerável na capital mineira. Os produtos estão sendo entregues na Avenida Cristóvão Colombo, 683, no bairro Funcionários, em Belo Horizonte.

Calor Humano

No domingo (22/5), Dia do Abraço, o Servas lançará a 8ª Campanha #Calor Humano, que também busca arrecadar agasalhos, cobertores e acessórios de inverno para doar a entidades socioassistenciais que acolhem e atendem mineiros que estão em situação de vulnerabilidade social.

Com duração de três meses, a campanha inicia com uma grande mobilização. Haverá vários pontos de coleta na capital mineira para a entrega das doações.

“Estamos sempre de portas abertas para receber doações. Contamos com sua solidariedade para espalhar #CalorHumano a quem precisa”, pontua a presidente do Servas, Aléxia Brant. Em 2021, o Servas recebeu cerca de 30 mil itens, mas pretende alcançar neste ano um número ainda maior de doações.

Orientação aos municípios

Em parceria com a Defesa Civil estadual, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) realizou, nessa quarta-feira (18/5), a teleconferência “Diretrizes às Compdecs e a Assistência Social para o Enfrentamento do Frio Intenso em Minas”. Transmitida pelo canal da Defesa Civil no Youtube , a live contou com mais de 300 participantes, e serviu para orientar os municípios sobre a atuação socioassistencial para atendimento à população em decorrência dessa frente fria, especialmente àqueles que se encontram em situação de rua.

“Orientamos os municípios a fazer a abordagem social, a ir às ruas, identificar a população que está em situação de vulnerabilidade, como idosos, pessoas com deficiência, população em situação de rua, e realizar o acolhimento”, explica a diretora de Proteção Social de Alta Complexidade da Sedese, Tatiane Sanção.
Segundo Tatiane, o papel da assistência social neste momento é, principalmente, identificar os territórios onde há pessoas mais vulneráveis, abordá-las por meio dos profissionais do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e oferecer apoio.

“Seja um apoio para ir para um abrigo, seja a disponibilização de cobertores, de alimentação. É fazer esse trabalho de abordagem, de sensibilização e de encaminhamento dessas pessoas para um local seguro”, observa.

Participaram da ação virtual representantes da Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil (Compdecs), secretários de assistência social, técnicos de equipamentos de assistência social e prefeitos.

Temperaturas

A massa de ar frio que vem atuando no estado - que atingiu a mínima de 6,7ºC na madrugada desta quinta-feira (19/5) na região da Pampulha, na capital mineira, com sensação térmica de 1,7ºC, começa a perder força a partir desta sexta-feira (20/5), segundo o meteorologista da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) , Adelmo Antônio Corrêa.

“O frio atingiu o ápice nesta quinta-feira. As temperaturas devem subir em Belo Horizonte para 6ºC ou 7ºC nesta sexta-feira, mas ainda teremos mínimas abaixo dos 10ºC na Grande BH", afirma o meteorologista. A partir deste fim de semana, no entanto, "teremos uma estabilidade dessa massa de ar, e as máximas chegarão perto de 20ºC na capital”, completa.

Na quarta-feira (19/5), em BH, a máxima atingiu 17ºC. No interior, apesar da elevação gradativa das temperaturas, os mineiros ainda vão conviver com frio intenso em algumas regiões do estado. As temperaturas em todas as regiões do estado podem ser conferidas neste link .

Virgem da Lapa - MG Atualizado às 05h59 - Fonte: ClimaTempo
Tempo aberto

Mín. Máx. 27°

Qui 29°C 10°C
Sex 27°C 13°C
Sáb 26°C 12°C
Dom 28°C 13°C
Seg 26°C 13°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes